(81) 3222.5390
Em 4 de agosto de 2022 - às 15:45

Bolsocaro repassa lucro dos gráficos com FGTS sem recuperar perdas com inflação

Este ano a inflação já beira 12%. Ano passado foi de 10,06% (IPCA). E os trabalhadores perdem com carestia, enquanto ricos ganham com juros. O governo, por sinal, gere o dinheiro do FGTS de todos os trabalhadores do Brasil, que só podem retirar após demissão, aposentadoria, compra da casa, etc. Apesar do ganho com o FGTS dos trabalhadores em 2021, o desgoverno decidiu repassar o lucro dos donos do FGTS (trabalhadores) aplicando apenas um rendimento no índice de 5,83%, valor equivalente de quase só a metade da inflação anual, impondo mais perdas além da carestia

Por conta disso, para cada R$ 100 de saldo de FGTS em 31 de dezembro de 2021, cada um dos 106,7 milhões de trabalhadores, inclusive gráficos, com conta ativa e inativa no período, só terão direito a receber de lucro R$ 2,75. “É um valor irrisório que não cobre nem as perdas inflacionárias. É a primeira vez que a distribuição do lucro não repõe sequer as perdas da inflação desde 2017. fala Iraquitan da Silva, presidente do Sindgraf-PE. 

 

Apesar de mais um golpe na renda do trabalhador, uma vez que o FGTS é do trabalhador e não do governo, o Sindgraf-PE alerta os gráficos para observarem em suas contas ativas e inativas do FGTS se o lucro defasado foi mesmo depositado na sua conta. A Caixa Econômica garantiu que já concluiu o pagamento de R$ 13,2 bilhões relativos ao lucro do Fundo para 106,7 milhões de trabalhadores.

 

Para verificar o saldo do FGTS, o gráfico deve consultar o extrato do fundo, no aplicativo FGTS, da Caixa. Para saber quanto deve ter de lucro basta multiplicar por 0,02748761. Um exemplo: para cada mil reais na conta do FGTS recebe R$ 27,49 de lucro; e para cada R$ 5 mil recebe R$ 137,44. O Sindgraf-PE volta a lembrar que esses valores é um rendimento só de 5,83%, valor equivalente a 50% da inflação anual (10,06% IPCA). As retiradas do FGTS só podem ser feitas nas condições fixadas em lei, como demissão, aposentadoria, compra da casa própria, entre outras condições e modalidades de saque. 

 

[+ Informe Diário]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Responda: *