(81) 3222.5390
Em 6 de outubro de 2021 - às 11:10

Sindgraf-PE inicia negociação por cesta básica e vale-alimentação para categoria

A Cepe e Renda se reúnem amanhã com o Sindicato dos Gráficos. Na pauta dos trabalhadores, os direitos alimentícios ganharam destaque em função do alto custo de vida gerado pelo desgoverno Bolsonaro e Paulo Guedes, ameaçando a comida na mesa da família desses profissionais

Começou outubro, mês de referência para o reajuste anual do salário dos trabalhadores nas indústrias gráficas e jornais de Pernambuco. Os últimos 12 meses têm sido marcados pelo altíssimo custo de vida. O preço da comida se destaca. E vem corroendo grande parte da renda da categoria. Por esta razão, o reajuste salarial precisa ser superior à inflação. É urgente, ainda, que todas as gráficas incluam direitos alimentícios na Lei do Gráfico. Todos os profissionais da Indústria Renda, por exemplo, reivindicam o acréscimo do vale-alimentação e a garantia da refeição na empresa. Na Cepe, a categoria busca a garantia também do vale-refeição, alimentação e demais direitos superiores à lei trabalhista. 

 

O Sindgraf-PE, que deve se reunir com os sindicatos dos donos de jornais e de todas as gráficas de PE na próxima semana, já defenderá a comida na mesa dos gráficos da Cepe e da Renda nesta quinta-feira (7). As reuniões de negociação estão confirmadas. Elas serão realizadas às 9h e às 14h respectivamente. Em ambas as empresas o número de trabalhadores sindicalizados é alto, sobretudo na Renda onde quase 100% estão associados e garantem a luta por melhorias de seus direitos. Os gráficos recebem inclusive PR a cada semestre, melhorando a renda.

 

A recuperação salarial é crucial neste momento econômico. Porém, face a alta do custo de vida diante do desgoverno Bolsonaro na pandemia, as empresas precisam assumir sua responsabilidade social para evitar que os gráficos e seus familiares passem fome ou outra necessidade básica. “Portanto, é preciso garantir a refeição dos trabalhadores, como também o vale-alimentação para a compra da comida para a família”, diz Iraquitan da Silva, presidente do Sindgraf-PE.

 

Por esta razão, além da recuperação salarial superior à inflação, a classe definiu como pauta de reivindicação prioritária a inclusão de direitos alimentícios na nova Lei do Gráfico de PE (CCT). “A categoria precisa receber de forma urgente uma cesta básica ou vale-alimentação mensal, e mais vale-refeição diário de R$ 15”, destaca Iraquitan. O Sindgraf-PE garante a luta pela vida, emprego, renda e comida na mesa. O gráfico garante o sindicato. SINDICALIZE-SE!

[+ Informe Diário]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Responda: *