(81) 3222.5390
Em 24 de dezembro de 2021 - às 6:20

Paro ano nossa luta será outra. Ou trocamos a política ou perderemos todos

A questão financeira dos gráficos só não está pior perante todo o caos econômico do Brasil por conta da luta sindical da categoria durante a campanha salarial deste ano. Houve a recuperação das perdas, mesmo diante da alta inflação de 10,78%. Apesar disso, a crise social é grande. E o que é ruim pode piorar a partir do próximo ano. Para evitar esse mal, além de manter a luta sindical, tendo de elevar até os sindicalizados, os gráficos e todas as demais categorias de trabalhadores precisam fazer mais. Necessitam mudar a situação política do Brasil através da eleição para um novo presidente e congressistas que defendam o trabalhador.

A esperança precisa voltar a vencer o medo. Vencer o medo da fome, de faltar comida na mesa. Este ano, não por acaso, depois de longos anos, a questão da alimentação voltou a ser a pauta central da campanha salarial do Sindgraf diante da alta inflação do desgoverno federal de plantão. A cada ano a situação só piora, e será mais difícil com o passar do tempo. Basta do que está aí. Trabalhar só para poder comer é pouco. Nossa luta precisa ser maior. Tudo passa pela política. Ela é quem define tudo na economia, no trabalho, na vida.

 

Portanto, nossa luta precisa ser na política também. Eleição vem aí. É preciso voltar a ser um Brasil feliz de novo, com pleno emprego e salário valorizado. Para isso, ou mudamos o presidente, deputados e senadores para melhor, comprometidos com a pauta de interesse dos trabalhadores ou vamos para a fila do sopão todos.

 

Somente juntos e bem conscientes da nossa força enquanto classe trabalhadora e do papel que temos pela frente que podemos desejar e ter esperança em um Brasil melhor de novo. Voto tem consequências. Vamos fazer o Brasil Feliz De Novo!

 

Estes são os nossos votos de Feliz Natal e um Próspero Ano Novo do Sindgraf-PE para os(as) gráficos(as) e toda classe trabalhadora 

[+ Informe Diário]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Responda: *