(81) 3222.5390 - 3221.3099
Em 23 de julho de 2018 - às 8:21

Médica do MTE confirma doença de gráfica da Multimarcas

Doença ocupacional de profissional da empresa foi confirmada por médica do Ministério do Trabalho (MTE) durante mediação na última semana, à pedido do Sindicado da classe (Sindgraf)

Nesta quinta-feira (26), dias após a médica do trabalho do MTE ter legitimado um laudo médico onde confirma a doença laboral de uma funcionária que a Multimarcas quer demitir, o Sindgraf exigirá da empresa a não demissão e emissão do Comunicado de Acidente de Trabalho (CAT), que é um documento emitido para a proteção previdenciária da profissional, reconhecendo o acidente, ou uma doença ocupacional, como é o referido caso.

 

Toda empresa é obrigada a emitir e informar ao INSS, mesmo sem afastamento do serviço, sob pena de multa posta pela lei. Se negar, o Sindicato pode fazer o CAT e a multa ser aplicada.  Com o documento, a trabalhadora não corre risco posterior de ficar desempregada ou desprotegida de direitos previdenciários enquanto estiver doente ou logo após a recuperação da saúde, porque a lei garante estabilidade no emprego durante um ano.

 

A cobrança do Sindicato será feita nesta quinta-feira durante a 3ª reunião no Ministério só neste mês para tratar desse injusto  desligamento da empregada com uma doença ocupacional. A Multimarcas faltou no último encontro na semana passada. Na ocasião, a trabalhadora mostrou o laudo médico, elaborado no dia anterior por um médico do trabalho onde comprovou a sua lesão ocasionada por esforço repetitivo. Ela labora no setor de Acabamento da empresa, ambiente onde faz serviços manuais.

 

No mesmo local onde a trabalhadora desenvolveu esta lesão há dezenas de profissionais fazendo igual trabalho, que devem procurar o sindicato ainda antes de haver problemas na saúde. Essa atitude pode fortalecer o Sindgraf para atuar no combate as condições laborais prejudiciais e buscar melhorias no local.

 

“O maior patrimônio da pessoa é a saúde, portanto, cuide bem dela, pois, depois de doente, até emprego pode ficar ameaçado e dificilmente conseguirá um outro enquanto estiver enferma. Trabalhadoras mulheres da Multimarcas, vocês precisam estar protegidas, sindicalizem-se para que o sindicato continua ativo pra defendê-las”, diz Iraquitan da Silva, presidente do Sindgraf.

[+ Informe Diário]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Responda: *