(81) 3222.5390
Em 8 de setembro de 2021 - às 9:17

Gráfica demite trabalhadora perto de se aposentar. Em PE, não pode

Depois de ser demitida pela gráfica em que trabalhava em outro estado, faltando só um ano e meio para completar o tempo necessário para pedir sua aposentadoria, a profissional tem buscado saber da Conatig de seus direitos neste caso. Se estivesse em PE, com base na Lei do Gráfico, que é uma conquista/luta anual dos trabalhadores sindicalmente organizados, a trabalhadora jamais poderia ser demitida por ter seu emprego garantido

Nenhum trabalhador(a) com três anos ininterruptos na gráfica e faltando até dois anos para a obtenção da aposentadoria tem o emprego protegido pela força da Convenção Coletiva de Trabalho (Lei do Gráfico) no Estado. Esse é um dos 60 direitos superiores à CLT (Lei do Trabalho) negociados todo ano pela classe através da campanha salarial liderada pelo Sindgraf-PE. O direito em questão consta na cláusula 19º e tem validade tanto para conquista da aposentadoria especial ou aquela por tempo de contribuição

 

O Sindicato orienta o trabalhador para que se atente a regra, ou seja, se já têm três anos de empresa e faltam até dois anos para completar o período de aquisição do direito à aposentadoria. Caso tenha dúvida ou este direito não esteja sendo respeitado pela empresa, insistindo em demiti-lo, não deixe de ir ao Sindgraf-PE. Conheça a Lei do Gráfico. Sindicalize-se e fortaleça seus direitos.

 

A Lei do Gráfico, que precisa ser renovada já a partir do próximo mês, traz ainda o direito para que o trabalhador em vias de aposentadoria possa se ausentar do trabalho vários dias, semanas e até meses para providenciar a documentação junto aos órgãos públicos e outros para se aposentar.

 

Iraquitan da Silva, presidente do Sindgraf-PE, chama atenção para que o trabalhador comprove a necessidade de sua ausência para este fim, bem como combinado sua falta justificada com a empresa. “Feito desse modo, o trabalhador pode se ausentar do serviço sem prejuízo do seu salário e nem do descanso semanal remunerado. Pode se ausentar até 60 dias”, fala o dirigente. 

[+ Informe Diário]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Responda: *