(81) 3222.5390 - 3221.3099

Fala Presidente

Reaja agora, ou morra trabalhando sem aposentadoria e direitos

 

 

*Por Iraquitan da Silva

 

Em quase 100 anos, os gráficos e demais trabalhadores conseguiram garantir seus direitos coletivos no trabalho através da representação sindical. Estas conquistas foram a maior vitória da greve dos gráficos em 1923, iniciada em 7 de fevereiro – data que originou o dia nacional da classe. Os 94 anos deste histórico dia de luta foi comemorado no Sesi do Ibura, em Recife. Na ocasião, os participantes deram uma sonora vaia ao atual governo do Michel Temer. As manifestações repudiaram as propostas de mudanças nas leis da aposentadoria e nos direitos trabalhistas. Tais mudanças inviabilizarão as aposentadorias públicas até que possam ser entregues ao capital financeiro, tonando-as em aposentadorias privadas. E direitos trabalhistas serão cedidos ao bel-prazer do desejo do patrão, através de uma fórmula chamada negociado sobre o legislado. Ou seja, dá o poder ao empresário negociar para baixo o que determinava a lei.

 

Os projetos dessas reformas foram elaborados e já estão no Congresso Nacional. Enquanto isso, nos nove meses do Temer na Presidência, ele já aumentou o desemprego e piorou a situação no Brasil, bem como já permitiu a venda do Pré-sal e congelou gastos primários com educação, saúde, segurança e demais políticas públicas por 20 anos. Mas isso não basta para o governo golpista e ilegítimo. Ele quer avançar nas reformas previdenciárias e trabalhistas, as quais estão sendo apressadamente analisadas. Elas ameaçam extinguir as conquistas dos trabalhadores, inclusive direitos históricos garantidos desde o legado do 7 de fevereiro, a exemplo da menor jornada de trabalho, direitos coletivos contidos na  Convenção de Trabalho e até o sindicato para se organizar e garanti-los. Nem a cruel Ditadura Militar foi capaz de atacar tanto assim. O cenário, portanto, faz dos 94 anos do Dia dos Gráficos, como sendo um dos mais difíceis após o histórico combate contra governos e patrões em 1923.

 

Desse modo, além da vaia dos gráficos contra as políticas neoliberas do atual governo federal, que vem implantando o Estado mínimo e tirando do Estado a responsabilidade de proteção do nosso povo, a categoria precisar aderir as campanhas de rua contra tais mudanças e ao Temer. É preciso derrubar tais propostas de reformas e exigir novas eleições.

Será uma luta dura com os políticos no Congresso Nacional neste ano.

Apenas as grandes manifestações de rua, puxadas pela CUT e demais centrais e os movimentos sociais, e pressões diretas aos políticos que analisarão estas reformas, poderão reverter estes gigantescos ataques.

A adversa conjuntura recoloca cada gráfico de hoje no mesmo desafio já enfrentado no antigo 7 de fevereiro. Desse modo, após a festa do Dia do Gráfico, agora é o tempo das lutas. Reaja agora, ou morra trabalhando!

 

Tal data e todo seu legado reacende a luta de classe. Reconvoca todos ao necessário combate entre o trabalho (gráficos e demais profissionais) e o capital (representado hoje pelo presidente Temer e seus apoiadores dos setores empresariais e políticos). O capital inclusive já começou. Basta observar tantos ataques à classe trabalhadora em pouco tempo.

 

O projeto político do governo central agora é só contrário ao trabalhador e favorável ao empresário. Cenário igual ao da época quando houve a histórica greve da classe que originou a comemoração do 7 de fevereiro. Ou seja, a classe trabalhadora atacada pela classe patronal e política. A força deles é ainda maior. A classe dominante conta com o poder maior da mídia para construir uma representação da realidade social de modo acrítica com valores conservadores, consumistas e individualistas –  condição esta perfeita para amenizar os ânimos de quem perde (o trabalhador).

 

Portanto, o 7 de fevereiro deste ano será diferente dos outros 93 anos.  Neste, sindicalistas e trabalhadores já conscientes do atual processo precisam fazer a categoria entender do risco que corre; intensificar a luta e fazer o interesse dos trabalhadores chegar aos políticos e autoridades. A comemoração do legado do 7 de fevereiro é sempre necessário para não esquecermos dos nossos heróis. Foi isto que já fizemos no Sesi do Ibura. Agora, passadas as festividades, os 94 anos do Dia dos Gráficos continuam até o próximo ano. E até lá a nossa demanda coletiva é de  lutar para fazer com que se mantenha o nosso legado (as conquistas).

 

Reaja agora, ou morra trabalhando sem direitos e sem aposentadoria!

 

 

 

* Iraquitan da Silva – presidente do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias Gráficas de Pernambuco (SINDGRAF-PE) e diretor da Confederação Nacional dos Trabalhadores nas Indústrias Gráficas (CONATIG)

Amtrak CEO says B authentic jonas gray mens jersey tunnel morten andersen youth jersey replacement study may be of authentic rod streater mens jersey time given lack of funding From the overpass on Monroe Street, looking east as a train emerges from the Baltimore Potomac Tunnel that runs under Winchester Street. Congress Elijah Cummings MARC vikings john sullivan mens jersey Train Larry Hogan Planning for the replacement of the B Tunnel might be a of time, Amtrak CEO says should Amtrak be singled out and get this huge subsidy? > The head of Amtrak questioned whether a continuing study of replacement options for the troubled 140 year old Baltimore Potomac Tunnel under West Baltimore is a authentic rod streater womens jersey “waste of time,” given what he sees as a national failure to commit adequate funding to major passenger rail projects. “There is no money. There is no leadership. There is no delivery of what we need for the future of this nation,” Joseph Boardman, Amtrak’s president and CEO, said in an interview. “The resources necessary to rebuild the infrastructure of this nation do not seem to be on the radar in a way that actually delivers
quarter, due to reggie wayne youth jersey an increase in administrative expenses, primarily payroll related. Just as a reminder, on contemplating the fourth quarter, we anticipate to startup costs of our new distribution center will have an EPS impact of approximately $0.01 per diluted share. Also in the fourth quarter, we expect to earn $0.03 per diluted share due to the extra week. On a 52 week basis, Non GAAP earnings per diluted share in anticipated to be $2.50 to $2.52. Operating margin expansion in 2012 is expected to be generated from an increase in gross marginally, primarily driven by merchandise margin and occupancy leverage. SG as rams james laurinaitis youth jersey a percent of sales is expected to remain relatively flat, compared to 2011. Advertising and store payroll expense leverage is expected to authentic larry johnson womens jersey offset by increased administrative expenses. With the execution of our share repurchase program, diluted shares outstanding are expected to david hawthorne womens jersey be approximately $126 million for a full year. authentic eagles byron maxwell youth jersey So, much of the outstanding shares in 2011. For the full year, net capital expenditures
Articles Connexes: