(81) 3222.5390
Em 6 de setembro de 2021 - às 8:05

Gráfica que suspendeu depósito do FGTS tem de começar a pagar hoje

Em mais um ataque ao trabalhador, Bolsonaro e Paulo Guedes permitiram a suspensão do FGTS nos meses de maio a agosto através da MP 1046/21. Mas, toda empresa que aderiu a esta medida terá de pagar o que deve a partir desta segunda-feira (6), ou, se for denunciada ao Sindicato pelo trabalhador, terá problemas para pegar crédito e disputar licitações. O Sindgraf-PE garante a luta. O gráfico garante o Sindicato. SINDICALIZE-SE!

O Sindgraf-PE já sabe quais foram as empresas que deixaram de pagar o FGTS dos trabalhadores nos últimos quatro meses (maio a agosto) com base na autorização temporária de Bolsonaro através da MP 1046/21. Porém, a fim de evitarem problemas em seus negócios, o sindicato alerta que denunciará à Caixa Econômica toda e qualquer empresa denunciada pelo trabalhador por não voltar a pagar regularmente o FGTS a partir deste mês de setembro. A entidade lembra que essa MP obriga inclusive que o patrão comece a pagar o FGTS de maio até esta segunda-feira (6).

 

A gráfica que não tiver como provar a regularidade na quitação do FGTS do trabalhador não conseguirá pegar mais crédito financeiro. Não poderá participar de licitações de serviços gráficos para prefeitura ou qualquer órgão público municipal, estadual e federal. Também é impedido de abrir ou fazer mudanças no CNPJ da sua empresa e outros problemas. “Logo, cuide bem dos seus trabalhadores, pagando de forma correta e mensal o FGTS deles”, alerta Iraquitan da Silva, presidente do Sindgraf-PE.

 

Aquelas empresas que aderiram a MP 1046, suspendendo o depósito do FGTS de maio a agosto, terão como pagá-los de setembro a dezembro sem quaisquer dos impedimentos. Mas será preciso ir à Caixa e pagar a partir de hoje. Nesta segunda-feira (6) encerra o prazo para se pagar o FGTS pendente de maio. E até dezembro, precisará pagar também os meses pendentes de junho, julho e agosto. Não podendo, com isso, deixar de pagar o mês em curso. Ou seja, a empresa terá de pagar uma parcela do mês que deixou em aberto e mais o FGTS do mês atual.

 

A empresa pode consultar a dívida e emitir as guias de pagamento pelo www.conectividadesocial.caixa.gov.br. A Caixa cobrará encargos para quem não se regularizar hoje. A Lei do Gráfico de PE (CCT) também tem regras e multas para a gráfica que atrasa o FGTS do trabalhador. A cláusula 5° da CCT obriga o patrão a informar o FGTS e o valor pago no contracheque mensal do gráfico. É bom o trabalhador conferir na Caixa se foi mesmo depositado. Em caso de descumprimento da CCT, a empresa terá de pagar uma multa no valor de 20% do piso salarial da categoria em favor do trabalhador. Denuncie! O Sindgraf garante a luta. O gráfico garante o Sindicato. SINDICALIZE-SE!

[+ Informe Diário]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Responda: *