(81) 3222.5390 - 3221.3099
Em 11 de março de 2020 - às 7:53

Sindgraf-PE trava batalha judicial e garante insalubridade de gráfico da IGB

Com reviravolta digna dos clássicos de futebol, sendo que o que estava em jogo era o direito de um gráfico da IGB/Embrasa, o Poder Judiciário acaba de garantir posição defendida pelo sindicato sobre insalubridade

Pouco dias antes do Carnaval, o Tribunal Regional do Trabalho (TRT6ª) reformulou posição tomada por uma Vara do Trabalho em Pernambuco que havia aceitado a solicitação da gráfica IGB/Embrasa para refazer a perícia que comprovou a existência da insalubridade no trabalho de um gráfico do local. Apesar dos protestos do Sindicato da classe (Sindgraf-PE), a perícia foi refeita e mudou o resultado de positivo para negativo. Contudo, mesmo demorando mais de três anos, a entidade sindical não desistiu dessa batalha na Justiça em defesa do trabalhador. O apelo do sindicato foi escutado pelo tribunal. O órgão judicial decidiu fazer uma 3ª perícia na gráfica, com outro perito. O resultado provou tal insalubridade.

 

Iraquitan da Silva, presidente do Sindgraf-PE, conta que a entidade não descansou e nem desaminou da luta durante todo esse período. O jogo ainda não acabou. A empresa ainda pode recorrer da decisão do TRT6ª. Mas, se não fizer, o apito final será dado e confirmada a insalubridade, a qual foi identificada desde a 1ª perícia realizada a pedido do sindicato. O curioso foi que o juiz do caso impugnou até o perito judicial inicial, bem como pediu nova perícia a qual teve resultado contrário à insalubridade.

 

A situação aconteceu depois que o magistrado aceitou o pedido da IGB de desconsiderar a perícia inicial e refazê-la. Em contrapartida, não foi levado em conta o pedido do sindicato para ouvir testemunhas de modo a considerar as provas orais onde demonstravam haver a insalubridade.  Dessa forma, o órgão sindical levou o caso às instâncias superiores e o TRT5ª se posicionou contrário a sentença inicial depois do resultado de uma 3ª perícia definitiva, onde reconheceu a insalubridade de uma vez.

 

O processo já dura mais de três anos e Sindgraf acompanhará até o fim. Iraquitan aproveita e pede o apoio dos gráficos da IGB/Embrasa e das demais empresas do ramo em Pernambuco. Juntos somos sempre mais fortes. Não deixe a chama (do Sindigraf-PE) apagar. Sindicalize-se aqui!

[+ Informe Diário]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Responda: *