(81) 3222.5390 - 3221.3099
Em 19 de dezembro de 2011 - às 9:13

Sindicato dos gráficos volta a fiscalizar empresas em Carpina

Mais duas gráficas foram fiscalizadas no município de Carpina, na Mata Norte pernambucana. Durante a abordagem, realizada na quarta-feira (14), o Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias Gráficas de Pernambuco (Sindgraf-PE) identificou novos casos de salários sendo pagos com piso defasado (R$ 718).

No ato da fiscalização, as empresas Santa Inês e Gráfica Nova comprometeram-se em adequar a situação.

Desde 1º de outubro, o piso salarial dos trabalhadores gráficos passou de R$ 718 para R$ 785. “Portanto, todas as empresas devem cumprir a convenção trabalhista”, diz o diretor do Sindgraf-PE, Josival Alves.

Ele informa que o documento está disponível no site do sindicato, na seção Convenção (www.sindgraf-pe.org.br). Dessa forma, não há desculpas para justificar desconhecimento do novo piso salarial.

“Vamos acompanhar o caso dessas empresas”, diz José Martins, diretor do Sindgraf-PE. Em caso de inadequação, vamos notificá-las e denunciá-las à Delegacia do Trabalho.

O dirigente informa que na próxima semana, voltará ao município, para visitar mais empresas, bem como monitorar as que já foram fiscalizadas. ‘Quem sabe faz a hora, não espera acontecer’.

Também foram realizadas reuniões com os trabalhadores. Segundo o dirigente Emanuel Pinto, a ação também foi importante para esclarecer os funcionários sobre os seus direitos e o papel do sindicato na defesa dessas conquistas trabalhistas.

“Ainda fizemos algumas filiações dos trabalhadores ao Sindgraf-PE”, conta, ressaltando que entidade de classe forte é aquela que tem participação coletiva, portanto, associar-se ao sindicato é fundamental.

[+ Informe Diário]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Responda: *