(81) 3222.5390
Em 18 de novembro de 2022 - às 4:51

Trabalho do gráfico fora da jornada dá direito a hora-extra de 65% e 100% e até a transporte pago pelo patrão

No período da campanha eleitoral, sobretudo no 1° turno, as gráficas rodaram muitos santinhos de vários candidatos. Uma entidade patronal (Abigraf) fala que a produção creceu em 15% no período. Muitos gráficos trabalharam além da jornada. Se o patrão não pagou as horas-extra no valor de 65% em dias de semana e de 100% em sábados compensados, domingos e feriados, o Sindgraf-PE está recebendo denúncias e cobrará dessas empresas que sonegaram a Lei dos Gráficos (CCT), conquistada pelo Sindgraf na campanha salarial. A regra continua válida até setembro/2023. Também continua a obrigação das empresas garantirem o transporte dos gráficos que largarem entre 23h e 4h30

O direito do gráfico ao transporte noturno pago pelo patrão está na cláusula 14° da CCT. Está garantido a todos os trabalhadores que forem submetidos ao trabalho para além da sua jornada habitual e que venham a largar a partir das 23h. Terá igual direito se vier a largar até as 4h30 da madrugada da data seguinte.
 
Assim, se no período dos trabalhos extras durante a campanha eleitoral, ou mesmo depois desse período, o patrão não pagou/pagar o transporte do gráfico após largar entre 23h de um dia e 4h30 do dia seguinte, não deixe de denunciar para o Sindicato pernambucano entrar em ação e cobrar o pagamento retroativo da empresa. Denuncie também se ainda não recebeu a horas-extra. Lembre-se: não há banco de horas permitido pela Lei do Gráfico, esta que tem maior peso legal que a CLT porque é resultado da luta e da conquista na campanha salarial da categoria”, fala Iraquitan da Silva, presidente do Sindgraf-PE. Seja sócio. Sindicalize!
[+ Informe Diário]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Responda: *