(81) 3222.5390 - 3221.3099
Em 15 de maio de 2019 - às 9:35

União e luta do povo em prol da educação podem derrotar Bolsonaro

Trabalhadores da Educação com país e alunos, que contam com o apoio de todo movimento social e a classe trabalhadora, a exemplo dos gráficos, farão grande protesto hoje pelo Brasil contra o ataque à educação pública

No estado, a manifestação será na frente do Ginásio Pernambucano, na rua da Aurora – centro do Recife, às 15h. O Sindicato dos Trabalhadores Gráficos (Sindgraf-PE) defende o protesto contra os cortes da educação básica e superior pelo governo Bolsonaro que podem suspender as aulas para filhos da classe trabalhadora nos próximos meses. A entidade estará presente também contra esse governo de ignorantes que ameaçam ainda a desvinculação de receitas obrigatórias para a educação, bem como a imposição de um pensamento único e a perseguição dentro das escolas. Um governo que defende armas ou invés de livros e emprego para o povo.

 

A unidade da população e da classe trabalhadora em prol da educação, já impõe a primeira derrota ao governo mesmo antes da manifestação. A maioria dos deputados convocaram ontem o Ministério da Educação para hoje prestar esclarecimento à sociedade sobre cortes. Isto é uma grande derrota política do governo no Congresso Nacional. Na sequência, ontem ainda após tal derrota e querendo desmobilizar os protestos hoje, notícias dizem que Bolsonaro mandou o ministro recuar dos cortes, mas nada oficial. O Oficial mesmo é que o governo anunciou mais cortes na Educação brasileira.  “Não podemos confiar no governo, mas apenas na unidade-pressão do povo na rua que poderá incomodar Bolsonaro e poderá impor a 1ª grande derrota neste governo que ataque quem estuda e ensina”, diz Iraquitan da Silva, presidente do Sindgraf-PE.

 

A manifestação hoje dá início à greve geral da educação no Brasil. Ela deve ser encarada como uma grande etapa pra outra grande mobilização social rumo à greve geral da classe trabalhadora, de todos profissionais brasileiros, contra reforma da Previdência – direito que o governo também quer destruir. “Podemos hoje fazer um grande preparativo pra greve geral de toda a classe trabalhadora no próximo dia 14 de junho em defesa das aposentadorias e da Previdência Pública e Social”, convoca Iraquitan.

 

“Tirem a mão do direito de nossos estudantes e professores. Tirem a mão do direito de nossas aposentadorias. Fora Bolsonaro. Fora governantes e políticos ignorantes que defendem armas no lugar dos livros. Os gráficos, assim como qualquer profissional brasileiro, sejam os que ainda estudam ou aqueles que têm filhos ou netos nas escolas e universidades públicas, devem apoiar e participar hoje da manifestação na frente do Ginásio PE, às 15h. Estarei lá e convido a todos de nossa categoria, chama Iraquitan.

[+ Informe Diário]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Responda: *